19 de novembro de 2017

Resumo do Test Server: The Curse Spreads e alterações!

Apresentamos mais um resumo com das novidades e mudanças envolvendo o conteúdo que será  implementado com o Winter Update 2017. As discussões seguem no fórum oficial do Test Server, embora mais lentas e sem tanto feedback por parte dos desenvolvedores em relação a algumas temáticas, aparentemente a comunidade que participa dos testes também desanimou em relação ao conteúdo desse update.

Como divulgado no Teaser #2, coisas estranhas estão acontecendo em Edron e nas suas redondezas, aparentemente a Maldição da lua cheia, antes restrita a Grimvale está se alastrando, e as criaturas transmorfas multiplicam-se como praga.

Vamos checar?!

Lembre-se de que como o conteúdo está em fase de testes, alterações podem ocorrer!

Confira também os outros resumos:

Edron


A partir da próxima atualização os bosques próximos a Edron ganharão novos moradores: Foxes!


 


Mas as alterações não param por ai, desde o summer update 2017 uma nova possibilidade técnica permitiu uma nova forma de conteúdo no Tibia. Trata-se da variação da percepção do tempo no jogo, com esta implementação tornou-se possível, em um mesmo ambiente do jogo, variar o conteúdo. Dessa forma, saber se é dia ou noite no Tibia passou a ser importante para algumas quests e hunts.

Aproveitando-se dessa nova possibilidade, os desenvolvedores preparam mais surpresas pelos arredores da cidade:

Cemitério

Embora atualmente esteja esquecido pela comunidade, desde sua implementação foi local de reduto de mortos-vivos. Com a atualização, muito cuidado ao explorar a montanha a noite, ela passará a abrigar seres transmorfos. Dentre os quais uma nova criatura: Werefox.
  
O Werefox combate a distância, fica invisível com frequência e também tem a capacidade de se curar e de sumonar foxes


Montanhas

Os muros da cidade castelo de Edron sempre contaram com a proteção natural de uma montanha rochosa desabitada e que apenas era visitada durante quests e tasks específicas por não oferecer atrativo algum aos jogadores.
Mas, a partir da atualização, ao cair da noite pode-se perceber sombras e ruídos estranhos no local. E, para nossa surpresa, quando o sol se põe, os patamares das montanhas e colinas passaram também a abrigar os transmorfos.

Embora pouco atrativo para personagens com nível mais elevado, o local é particularmente interessante para personagens de nível mediano testarem suas habilidades contra este tipo de criatura.
Lembramos que para acessar o maior respawn é necessário ter ao menos iniciado a Troll Sabotage Quest e utilizar algum dos elmos específicos para mergulho.
 
Dado ao maior nível de dificuldade das criaturas transmorfas (were) recomendamos que os jogadores, sobretudos os menos experientes, que fiquem atentos ao indicador do tempo para não correrem riscos desnecessários.



Were Cave - Edron

A península de orcs, localizada a sudoeste da cidade, também recebeu novo conteúdo. Será possível encontrar Fox e Badgers em sua poção sul e também a entrada para uma nova caverna, a placa já indica o perigo, então não se aventure por lá sem estar preparado.

A nova dungeon possui dois andares repletos de criaturas transmorfas. Dada a quantidade de criaturas, não recomendamos caçadas solo por lá e deve-se ter atenção para não ficar cercado nos estreitos corredores.

Esta caverna faz parte da nova quest, The Curse Spreads, e por ela pode-se acessar o covil de 3 mini-bosses por meio de teleports verdes que só estão ativos para personagens que estejam fazendo a quest ou que a tenham terminado. Também há um teleport preto por meio do qual é possível acessar a caverna de transmorfos de Cormaya, mas apenas os personagens que concluíram a quest podem utilizá-lo como atalho.


Were Cave - Cormaya

A ilha de Cormaya, distrito de Edron, também recebeu novo conteúdo. Com a próxima atualização, no bosque ao seu redor também será possível encontrar Badgers e Foxes.
Além de novas criaturas perambulando por sua superfície, em uma pequena península localizada no leste da ilha, outra dungeon de criaturas transmorfas foi implementada na ilha. 


Além de novas criaturas perambulando por sua superfície, em uma pequena península localizada no leste da ilha, outra dungeon de criaturas transmorfas foi implementada na ilha.
Diferentemente  de Edron, o acesso a parte principal desta caverna, demominada Last Sanctum, é restrito. Apenas os personagens que tenham preparado o portal no Moonshadown Temple, parte da Grimvale Quest, podem passar pelo Mystic Flame localizado no final do corredor do level -2.

Aos que ainda não realizaram a Grimvale Quest, lembramos que basta apenas ir na Were Cave de Grimvale, localizar a sala com alavancas, arrumar as pedras, se posicionar e novamente puxar a alavanca do meio para ativar o mecanismo ("click"). Com este procedimento, o acesso a cave de Cormaya estará liberado.

Esta caverna também faz parte da nova quest, The Curse Spreads, e, assim como a de Edron, está repleta de criaturas e por ela pode-se acessar o covil de 2 mini-bosses por meio de teleports verdes que só estão ativos para personagens que estejam fazendo a quest ou que a tenham terminado. Também há um teleport preto por meio do qual é possível acessar a caverna de transmorfos de Edron, mas apenas os personagens que concluíram a quest podem utilizá-lo como atalho. Note, contudo, que o terceiro subsolo há apenas o reservatório de água.

  



The Curse Spreads Quest


Continuação do questline de Grimvale, dessa vez o personagem é desafiado a descobrir e deter a proliferação da praga transmorfa fora da ilha. Aparentemente, as criaturas were conseguiram escapar da ilha por alguma brecha e chegaram a Edron e Cormaya contaminando a todos com uma incrível velocidade e por formas não usuais.

A investigação também pode começar com o NPC Daniel Steelsoul em Edron e não há restrição quanto ao nível do personagem. Perguntando a ele sobre "Curse" descobre-se que ele precisa de ajuda para curar os doentes. Por algum motivo os moradores da cidade não podem ser curados com Purple Nightshade Blossoms, antídodo usual que as pessoas nos arredores da cidade utilizam, e ele acredita que os magos podem ter uma solução para isso.


Assim, o personagem deve seguir em peregrinação pela Academia Mágica de Edron. Nesse ponto, a quest pode se tornar um pouco confusa pois muitos dos NPCs do local reagem a keyword "curse" respondendo a respeito da magia e não da maldição em si. Sugere-se, então, que se utilize as seguintes keywords: "spreads", "curse spreads", "were", "lycanthropy", "lycanthrope", "werewolf" ou "moon"com os NPCs da academia para se ter mais informações sobre a praga

Em um dos andares da academia, o NPC Milos acredita que a dificuldade para se curar as pessoas da cidade possa ter relação com as Linhas de Ley, uma teoria do mundo real a respeito da existência de alinhamento místico e espiritual entre determinados pontos. No Tibia, o NPC explica que essas linhas tem um significado espiritual e arcano, sendo capazes de potencializar ou neutralizar magias/encantamentos. E, como Edron está localizada em uma dessas linhas, este fator pode estar impedindo a ação da Purple Nightshade Blossoms. Neste caso, bastaria utilizar algum reagente para potencializar a ação da planta.

Por sorte, Milos confidencia que há um tempo realizou experimentos envolvendo a potencialização da ação de plantas, mas, não se recorda o local onde deixou suas anotações. Hora de revirar toda as torres a procura dos papéis!



Ao todo são 4 notas indicando os ingredientes necessários para fazer a fórmula alquímica potencializadora: Prata, Ouro e Shadow Bite Plant. Ao entregá-las para Milos ele acredita que agora será possível preparar uma poção para curar os moradores de Edron. Assim, ele precisa de ajuda para encontrar os ingredientes.

Além disso, ele entregará ao personagem a rara Crimson Nightshade Blossoms, planta ainda mais poderosa que a Purple Nightshade Blossoms e uma Stone Tablet with Ley Lines, antiga inscrição contendo o mapa das Linhas e Lei do Tibia, o mapa rege ao ser utilizado indicando a proximidade de algum dos pontos.



A busca pelos ingredientes leva a nova mina implementada na caverna dos Corym de Venore, local da Hidden Threats Quest. Após atualizações baseadas no feedback dos jogadores, não é mais possível coletar os metais armazenados nos carros de transporte na entrada da mina nem próximos a nenhum dos NPCs Corym. Deve-se então procurar pela mina algum local onde há veios visíveis e extraí-los com o auxílio de uma pick. Particularmente achamos bem interessante esta correlação direta entre as duas quest, um incentivo a exploração da mina e a realização da quest que existe nela.



Metais coletados faltava apenas a Shadow Bite Plant, que segundo o NPC e as notas poderia ser encontrada em algum lugar do subsolo de Edron. Indicação não muito precisa que levou a várias criticas, mas, que pode ser encontrada na Were Cave de Edron. Segundo Eudócia (Game Content Designer) mais locais para coletar a planta serão adicionados.



Com todos os ingredientes na mochila, hora de retornar ao NPC Milos. Animado por ver os ingredientes, ele agora nos encaminha ao laboratório alquímico de Sinclair onde deve-se usar um Alchemical Apparatus  para preparar a poção de cura da seguinte forma:

  1. Destilar a  Crimson Nightshade Blossoms
  2. Adicionar o pó da prata
  3. Adicionar  pó do ouro
  4. Adicionar as Shadow Bite Berries

Como o ouro e a prata ainda estão na forma de pepitas, eles devem triturados na  Wooden Grinder, próxima a Milos, para se obter Gold Dust e Silver Dust.



Tendo os ingredientes, basta ir ao laboratório, localizar o aparato e seguir as orientações para preparar o antídoto. Mas, se esquecer a ordem, não se preocupe, mensagens na tela indicarão a ordem correta.

Obs.: Não é necessário retornar ao NPC Milos, após coletar os ingredientes, pode-se ir direto ao laboratório preparar a poção.



Poção preparada, entregue-a ao NPC Daniel Steelsoul.  Com esperanças renovada, ele precisa de ajuda em mais uma questão. A praga aparentemente também chegou a Cormaya e ele pede para encontrar e ajudar o NPC Yoem.


Em Cormaya, o NPC Yoem confirma que a cada dia mais e mais pessoas estão se contaminando e, estranhamente, muitas delas não tiveram qualquer contato nem foram feridas pelos transmorfos. Esse fato reforçava suas suspeitas de que haveria outra forma de contaminação, possivelmente relacionada  com a água. Assim, ele pede para ir até o leste da ilha investigar um reservatório de água, aparentemente, as criaturas estariam utilizando o local como refúgio.



Vá até o segundo subsolo da Were Cave de Cormaya, lá você descobrirá uma espécie de santuário Were, 3 Dark Stone Totems indicando pontos da Linha de Ley e também que a água está contaminada.



Ao contar sobre a descoberta, Yoem revelará que Cormaya é o ponto de interseção terminal de 3 Linhas de Ley e ele se surpreende com o fato dos transmorfos terem construído os totens exatamente naquele local. Acreditando que os totens e as Linhas de Ley possam estar relacionadas com a contaminação da água, agora será necessário obter mais informações na Academia Mágica de Edron.


Milos também se impressiona com a sagacidade das Were criaturas. Conversando um pouco mais, ele informará que acredita na possibilidade dos Dark Stone Totems estarem influenciando as Linhas de Ley e causando a contaminação da água. Milos conta também que o ponto de maior poder de uma Linha de Ley é onde ela se inicia.



Dessa forma, ele supõe que, na origem de cada uma dessas linhas, haja um outro totem e a conexão entre eles seria a causa da contaminação da água. Dessa forma, os outros pontos em Vengoth, Banuta e Krailos deveriam ser localizados e neutralizados por meio de um amuleto especial. Milos acredita que, como a maldição tenha relação com a lua, ao usar um Golden Symbol of Suon próximo a eles eles serão purificados.

Obs.: Não há ordem para realizar esta tarefa mas sugerimos: Krailos, Vengoth e Banuta dada a facilidade das rotas de transporte. A partir de Cormaya, traçando-se linhas retas em direção aos locais alvo há diversos totens alinhados que direcionam o personagem até o ponto inicial das linhas, a Stone Tablet with Ley Lines reage apenas no último e maior deles, indicando onde se deve utilizar o símbolo de Suon


Totens encontrados e purificados, hora de retornar ao reservatório e verificar o status da água.



Com a contaminação revertida, os NPCs Yoem e Daniel Steelsoul ficarão agradecidos. Mas, Daniel Steelsoul tem ainda uma preocupação, e então pede para que os 5 Alphas, líderes de cada sub-matilha de criaturas transmorfas sejam encontrados e derrotados. Ele acredita que. dessa forma, os grupos ainda existentes na região se desorganizem e fiquem fragilizados.



O acesso a 3 dos were mini-bosses é feito pelos teleports verdes na Were Cave de Edron enquanto que os outros 2 podem ser acessados pela Were Cave de Cormaya. Eles podem ser individualmente desafiados a cada 20 horas e não oferecem grande dificuldades para serem derrotados por personagens 100+ desde que tenham ajuda no caminho, tenham bons equips e skills, estejam bem preparados e o jogador tenha uma certa experiencia neste tipo de desafio. Cada personagem tem 10 minutos para matar e retirar o loot do boss no respectivo cadáver.



Chamamos a atenção para que se tenha cuidado com os teleports de entrada/saída das salas dos bosses. Caso o personagem acidentalmente saia da sala, haverá um cooldown de 20  horas para que se possa tentar o boss novamente.



Durante os testes, questionou-se muito o loot dos bosses, e  Eudócia (Game Content Designer) ficou de rever a questão.




Ao concluir todos os bosses e reportar a Daniel Steelsoul o personagem receberá um Foxtail Amulet, amuleto controverso dadas as suas características iniciais, e será capaz de utilizar o atalho que conecta as duas novas Were Caves (teleport preto).


Devidos as discussões a respeito dos atributos do Foxtail Amulet, Edudócia divulgou que será feita alteração dos atributos dele e também do Werewolf Amulet:

  • Werewolf Amulet: Armor 3, physical protection 6%
  • Foxtail Amulet: Armor 2, physical protection 5%, lvl restriction 100

 A Game Content Designer confirmou também a implementação de um achievement relacionado a quest. E, após algumas atualizações, todos os NPCs envolvidos respondem a todas as missões quando se utiliza a keyword "curse".

E, ao final da missão, Daniel Steelsoul dá a entender que também há seres transmorfos em Darashia, boato ou teaser?


Continuem conosco e acompanhando nossa cobertura aqui no site, em nossa página especial para o WU2017, bem como no nosso facebook e canal no youtube!

Confira também os outros resumos:


Nenhum comentário:

Postar um comentário